Archive for fevereiro \21\UTC 2012|Monthly archive page

Dropbox

logo dropbox  Eu vou comentar um pouco sobre este fantástico serviço, mas você pode ir diretamente ao site (muito limpo e intuitivo, diga-se de passagem), assistir ao vídeo e fazer seu cadastro. Tudo isso talvez não leve cinco minutos e é fácil compreender mesmo que seu inglês não seja muito avançado, então não perca tempo e veja o que o Dropbox pode fazer por você.

Mas para resumir, o Dropbox é um serviço de cloud computing (computação em nuvem), ou seja, permite que você consiga acessar seus arquivos de qualquer lugar do mundo através da internet. Como assim? Digamos que você precise levar vários arquivos digitados por horas no seu computador em casa e agora precisa levar tudo isso para o trabalho. Você não tem um pendrive? Ou talvez tenha, mas ele fez o favor de se perder em algum laboratório da faculdade ou então corromper os arquivos deixando como opção formatar o pobre coitado (ou tentar abrir com o Linux, algumas vezes funciona).
Pois bem, se você apenas colocasse esses arquivos no Dropbox, poderia baixá-los na faculdade ou no trabalho! Ou quem sabe no seu smartphone? Não importa onde você esteja, basta entrar no site e fazer o download do que você precisar.

Acredito que a principal diferença entre o Dropbox e outros serviços que até oferecem mais espaço gratuitamente é o software sincronizador. Basta se cadastrar, instalar o programa e voialà! Qualquer pasta ou arquivo que você colocar lá já estará na “nuvem”. E você pode baixar de qualquer lugar apenas logando na sua conta. E se você instalar em outro PC o programa do Dropbox, ele atualizará automaticamente qualquer alteração que você tenha feito, apenas espere o pequeno símbolo ao lado do ícone da caixa ficar verde.

O serviço do Dropbox é Freemium, ou seja, você pode usar uma versão gratuita e também pode fazer o upgrade para uma versão paga com benefícios extras. O modelo Básico inicia com 2GB de espaço, enquanto o Pro 50 permite 50GB por $9,99 por mês (ou $99 por ano) e o Pro 100 que são 100GB que custam $19.99/mês ou $199.00/ano. Também há a opção Team que permite um ignorante 1TB de espaço e que você pode dividir com até cinco usuários.

E sim, está disponível para Windows, Mac, Linux, Android, iPhone/iPad ou Blackberry. Sem deculpas, hein? E se der algum problema no servidor desses caras e eu perder meus arquivos? Bom, justamente por usar uma pasta quase comum no seu computador, seus arquivos vão continuar lá. Não se preocupe.

“Poxa, mas só 2GB?” Não, ainda tem mais! Faça login no site e clique em “Get free space!” no canto superior direito. Lá há uma lista de tarefas que permitem que você ganhe mais espaço de graça e por tempo ilimitado. E são coisas simples como postar um tweet, dizer o quanto gosta do Dropbox, etc… E você também pode convidar amigos! Para cada amigo seu que se cadastrar através do seu link, tanto ele como você recebem mais 500mb de bônus!
E já que quem se cadastra pelo link de alguém já começa com espaço extra, eu tomei a liberdade de usar o meu próprio link alí em cima, então você pode se cadastrar e ganhar espaço junto comigo! Não precisa agradecer.

Antigamente o limite era de 8GB, mas esse valor foi dobrado! Então você pode manter até 16GB de espaço gratuito por um preço muito mais em conta que aquele seu pendrive da Santa Ifigênia, é aquele mesmo que você esqueceu no lab da faculdade. Aliás, parece que o próprio Dropbox começou porque o fundador, Drew Houston, esquecia várias vezes o próprio pendrive.
Se por acaso ecoou na sua cabeça um “por que raios eu não pensei nisso?!”, seja bem-vindo ao clube.

Só para fechar, você sabia que é um serviço muito utilizado por desenvolvedores de games? Pode perguntar ao pessoal do Miniboss ou outros desenvolvedores que você conheça. Para o meu TCC foi uma mão na roda. E se você jogou Portal 2, talvez tenha conseguido o achievement “Drop Box” numa das câmaras de teste.

A nuvem parece mesmo ser o futuro.

Steam

English: Company logo for Valve Corporation. E...

Eu já mencionei antes e já era hora de escrever um pouco sobre esse dito cujo.

O que é?

Atualmente, o Steam é a melhor plataforma de venda de jogos em formato digital da atualidade (e creio que do futuro também) e pertence desenvolvedora e publisher Valve, a mesma de games como Counter Strike Source, Team Fortress 2, Half-Life 1 e 2 Left 4 Dead 1 e 2, Portal 1 e 2 e, em breve, Dota 2. Já deu pra entender o motivo de alguns fãs dizerem que a Valve não sabe contar até três.

Você pode comprar jogos originais através do seu cartão de crédito (que deve internacional aqui no nosso caso) ou paypal e eles são atrelados à sua conta.

Acesse o site, faça o registro e baixe o programa. Através dele você pode acessar a loja online, seus games, as novidades e a Comunidade, além de ter um sistema de mensagens para conversar com seus contatos e até fazer trocasde alguns itens nos jogos sem precisar logar neles!

Atenção: Isto não é aquela sua conta do orkut! Tome conta do seu login e senha! Além dos games que comprar, as informações do seu cartão de crédito podem ficar armazenadas (não é obrigatório mantê-las, mas muitos os fazem por comodidade). Mesmo assim, o Steam é bem seguro e o Suporte dele é rápido e eficaz.

E vale a pena?

Ô! E como!
Recomendo a TODOS os gamers (tanto faz se casuais ou hardcore) e aspirantes a desenvolvedores de games!
Lembra do que eu disse sobre pirataria? Pois é, mesmo que o nível de cópias ilegais de games para computares seja bem mais alta que a dos consoles, a Valve bateu de frente e mostrou uma plataforma eficaz com preços convidativos e preocupação com o consumidor.

Mas o que faz o Steam ser tão bom?

Velocidade, portabilidade, praticidade, estabilidade… e outros “ade”.
Ele aproveita o melhor possível da sua internet para realizar os downloads. E já que estamos falando de uma plataforma digital, o tempo de espera é o tempo do download. Nada de ir até a loja física ou esperar a caixinha que foi encomendada no Mercado Livre chegar em casa.
Os jogos pertencem à sua conta, se você quiser jogá-los e em outro lugar, basta realizar seu login e baixá-los para lá. E caso você já tenha os jogos nessa outra máquina, então sorte sua. Por questões de segurança, ao tentar logar numa nova máquina você recebe um e-mail com uma chave para confirmar que você quer usar aquele computador como forma de acesso.

Você pode navegar pela Store da forma como preferir, podendo separa jogos por gênero, publisher ou até pelo custo (Abaixo de $10, abaixo de $5, Free-to-play…).

O Preço e as Novidades
Provavelmente o principal motivo. Os jogos possuem preços justos! E existem promoções, MUITAS promoções!

TODOS os dias, algum jogo do imenso catálogo está com algum desconto por 24h.

Também há pré-vendas (e geralmente com 10% de desconto), onde você pode até fazer o pré-load do seu jogo e quando lançar oficialmente, você poder jogar sem esperar baixar tudo antes de se divertir.

Existe a Free Weekend onde um jogo pode ser experimentado na sua versão Completa no período estipulado (noite de quinta até manhã de domingo, se eu não me engano). Sem pagar nada.

A Midweek Madness onde um game ou mais têm os preços jogados lááá embaixo.

Eventos e Surpresas
Bom, isso tudo aí encima acontece durante todo o ano normalmente (!), mas existem dois períodos específicos em que todos os usuários temem por seus salários e cancelam prioridades. Os eventos das férias de julho e do fim de ano.

A Valve prepara pacotes separados pelos jogos de grandes produtoras (EA, 2KGames, Squaresoft, etc..) por um preço inacreditável . Um apanhado de jogos que individualmente custariam em torno de $300 ou $400, mas que estão todos juntos por menos de $100! Quando estivermos mais próximos do meio do ano, vou postar algumas táticas de sobrevivência nessas ocasiões.

Além desses grandes eventos, houve uma gincana para o lançamento de Portal 2 e onde jogos indie (independentes) participaram. Foi o Potato Sack e além de extremamente divertido deu uma brecha para uma piada que acontece no game (que eu não vou contar pra não estragar a surpresa de quem ainda não jogou).

Mas para você ter uma ideia, vou falar do evento de férias 2011, o Steam Summer Camp Sale.

Uma das coisas que acontecem nesses eventos são atividades são propostas aos usuários, coisas como postar uma screenshot de um dos seus jogos, fazer o link com o Facebook, ou até mesmo realizar um achievement em algum jogo específico. Vários games (principalmente indies) recebem atualizações só para aquela época.

Realizar essas atividades te dava direito a concorrer a algum prêmio. Alguns usuários ganharam 10 jogos da própria wishlist (uma lista de jogos que você quer e deixa marcado no seu perfil) e algum sortudo gahou 100 jogos no último sorteio. No caso do Camp Sale, eu não fui um desses sortudos, mas pude trocar tickets por prêmios menores como itens de jogos e até um outro jogo completo (Alien Breed 2).

Ah sim! Não é incomum você ganhar gears de um jogo por ter comprado ou fechado outro jogo. Por exemplo, eu tenho um balde e um cone de segurança que são usados como chapéus nos personagens de Team Fortress 2. Esse daí veio do Plants vs. Zombies.

Faz-tudo

O programa do Steam permite você se conectar em modo offline (desde que seu login e senha estejam memorizados) para se divertir com seus jogos, então não é obrigatório ter conexão com a internet. Além disso, o programa possui um messenger para seus contatos, uma rede social própria e permite que você faça reviews, poste screenshots, vídeos, entre em grupos, mande games de presentes e ainda dá pra usar como navegador durante partidas.

…e claro que tem conexão com o facebook e playfire. Só falta fazer raspadinha de laranja.

E tudo isso… Grátis! O programa do Steam é gratuito, assim como as funcionalidades mencionadas acima, você só vai pagar pelos games mesmo. E nem é obrigado a comprar, existem até jogos gratuitos disponíveis, além de várias Demos (versões demonstrativas) para você se divertir por um bom tempo. Só que apenas usuários que tenham comprado ao menos um jogo podem fazer certas coisinhas como adicionar amigos.
___________________________________________

Gabe Newell and Doug Lombardi of Valve Software

Gabe Newell, o culpado!

Bom… Eu sei que pareço um fanboy e que talvez você já tenha fechado esta página para ir baixar o programa e navegar pelo gigantesco catálogo de jogos disponíveis, mas para concluir vou deixar algumas dicas. o/

-Monte uma wishlist: Às vezes pode ocorrer um evento e você nem se importa, mas sempre há alguma atividade que você pode realizar sem gastar qualquer coisa e é comum você até já ter essa atividade como concluída. Nesses sorteios de jogos, eles te dão geralmente aqueles que estão na sua wishlist. Então gaste um tempo dando uma olhada em jogos que quer e depois outro tempo para organizá-los na ordem certa (ou pelo menos num top10). E quem sabe pode acontecer de alguma alma caridosa decidir mandar um presente pra você, então ele terá algum lugar para olhar o que você gostaria (eu pelo menos já dei e recebi jogos de presente no Steam de alguns amigos). Escolha no mínimo 10 games, mas eu recomendo você ter selecionar un 15 (você pode comprar ou ganhar de alguém e esquece que sua wishlist diminuiu).

-Não compre ainda! Você viu um jogo que colocou na sua wishlist e ele está com o preço normal dele? Bom, tente aguentar. Pode ter certeza que em algum momento ele vai ganhar alguma promoção. Pergunte aos usuários mais antigos sobre jogos que já entraram em promoções, que eles podem até chutar um bom palpite de quando e para quanto tal jogo pode ir.

Team Fortress 2 é considerado por muitos um dos melhores FPS online e este jogo é um dos carros chefes da Valve. Em 2011 se tornou gratuito (o que enfureceu alguns jogadores mais antigos)! São mais de 10GB que valem a diversão.

É isso aí. Enjoy!

E se quiser me adicionar por lá: http://steamcommunity.com/id/acromax